2005/04/27

..

... existe,

o «pequeno infinito» de causas residuais... «inscritas»... na ilusão do movimento continuado. Um plano de abstracções importadas pela condição vernácula do «tamanho» da intocável, intangível, observação invertida.

... a negação do excesso calculado num espaço exíguo de tempo transacto, espesso... concentrado. E...

... a palavra, o pensamento, o gesto que acontece e aquece a medida de cada sentir... que se respira, que respiro, ao ritmo dessa presença... tua... minha entrega

Existe porque existes...

surpresa crescente na perpétua dimensão deste querer-te nos instantes que constroem a razão do(s) tempo(s)...

4 Comments:

Blogger Mariana said...

Uau! Ja tinha saudades de ler coisas dessas :P
Pelos vistos.. a coisa deu :x

ciao ciao.. 0:)

~~*

28 abril, 2005 22:48  
Blogger sdggsfg wf wrtrg said...

Pus um ovo!

03 maio, 2005 14:46  
Blogger AlmaAzul said...

Um sorriso...

03 maio, 2005 17:46  
Blogger 1ovo3 said...

Desapareceu o meu ovo, não entendo como. Pois bem, pus outro!

04 maio, 2005 13:21  

Enviar um comentário

<< Home