2005/04/27

..

... existe,

o «pequeno infinito» de causas residuais... «inscritas»... na ilusão do movimento continuado. Um plano de abstracções importadas pela condição vernácula do «tamanho» da intocável, intangível, observação invertida.

... a negação do excesso calculado num espaço exíguo de tempo transacto, espesso... concentrado. E...

... a palavra, o pensamento, o gesto que acontece e aquece a medida de cada sentir... que se respira, que respiro, ao ritmo dessa presença... tua... minha entrega

Existe porque existes...

surpresa crescente na perpétua dimensão deste querer-te nos instantes que constroem a razão do(s) tempo(s)...

2005/04/13

Porque...



… existem silêncios que se fazem da eternidade que medeia cada suspiro…